Benefícios Fiscais ao abrigo do CFI – Análise do SIFIDE

tautork7215c841-9222-43fc-832b-8fc4fb48609e-11

Benefícios Fiscais ao abrigo do CFI – Análise do SIFIDE

Este regime estabelece a possibilidade dos sujeitos passivos de IRC deduzirem à coleta as despesas de investigação e desenvolvimento, na parte que não tenha sido objeto de comparticipação financeira do Estado a fundo perdido, realizadas nos períodos de tributação com início entre 1 de janeiro de 2014 e 31 de dezembro de 2020, numa dupla percentagem: a) Taxa de base – 32,5% das despesas realizadas naquele período; b) Taxa incremental – 50% do acréscimo das despesas realizadas naquele período em relação à média aritmética simples dos dois exercícios anteriores, até ao limite de 1.500.000 €.
Por Rui Araújo CorreiaLer Mais